Poeta Américo Falcão retorna à cena, fora da Paraíba

Foto: Equipe de Américo – Falcão Peregrino, e integrantes do ICAF, quando da exibição em Lucena.

Esta semana, a Academia Paraibana de Cinema recebeu um comunicado do Instituto Cultural Américo Falcão (ICAF), da cidade de Lucena, na Paraíba, informando sobre sua atual política de intercâmbio com outras instituições nacionais de cultura, em que dá destaque na divulgação do nome e obra do poeta paraibano. Pelas ações que estão sendo realizadas, a APC se congratula com aquela entidade e seus dirigentes Denise Sales e André Falcão.

Em informação do ICAF, também a esta coluna, confirma para o início do próximo mês de julho a sua participação na Exposição “Pintando Poesias”, no Centro Cultural da Pampulha, na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais, em que a obra de Américo Falcão estará sendo vista e comentada, na abertura da exposição. Oportunidade em que será exibido o audiovisual Américo – Falcão Peregrino (2015), para o que, a AS Produções autorizou a sua exibição.

Segundo Denise, a exposição terá as obras de alguns artistas paraibanos que têm usado em seus trabalhos as poesias de Américo Falcão. “Inclusive André Falcão, bisneto do poeta, que faz parte da exposição”, enfatizou ela.

Recentemente, escrevi sobre as repercussões, hoje positivas, que tem causado nosso audiovisual Américo – Falcão Peregrino, desde sua realização e consequente lançamento, dentro e fora do estado. Feito esse, não menos realçado com a excelente publicação do livro Paraíba na Literatura III (2022), pela Editora A União, trazendo um amplo relato sobre a vida e obra do poeta de Lucena, também sobre o esforço que empreendemos com elenco e equipe de produção do audiovisual, na reconstituição cenográfica de época de uma Parahyba dos anos vinte do século passado.

Há pouco mais de seis anos, nesta coluna, sob o título “Lucena revive o poeta Américo”, registrava o sucesso que fora o lançamento do audiovisual naquela cidade: “Em frente ao Instituto Cultural Américo Falcão, em Lucena, com uma rua totalmente bloqueada, providências foram tomadas pelo ICAF, com apoio da Secretária de Cultura da Prefeitura local, de uma infraestrutura de som e projeção, quando centenas de pessoas se acomodaram para assistir ao Américo – Falcão Peregrino. Foi um evento na cidade, que bem repercutiu  nas redes sociais.”

A expectativa foi tamanha, à exibição de “Américo”, na cidade praieira, não só pelo relato da sua obra em si, aplaudida de pé quando do término da sessão, mas pelo que ainda representa a figura do vate para a cultura local, para a cidade de Santa Rita e a Paraíba. Américo Augusto de Souza Falcão recebeu e continua auferindo dos seus conterrâneos mais calor humano e respeito cultural, não apenas por ser Patrono da Cadeira 38 da Academia Paraibana de Letras, mas pela obra poética que muito bem construiu. Retornado está, indubitavelmente, o poeta paraibano de Lucena, dentro e fora da Paraíba. Merecidamente!


APC reunirá seus acadêmicos no próximo mês

A diretoria da Academia Paraibana de Cinema, através de seu espaço no WhatsApp, comunicando sobre uma assembleia no próximo dia 11 de julho, pela manhã, no Auditório da Fundação Casa de José Américo, no Cabo Branco. O Edital de Assembleia Geral será proximamente publicado por esta coluna, inclusive com as pautas do encontro. 

Em razão da paralização de grande parte de suas atividades, devido aos tempos de Covid, a APC pretende retomá-las a partir de agora, com reuniões mensais, também na FCJA.

Leave a Reply

Your email address will not be published.